Internet das Coisas – IoT

Parceria com o Canal Java Avançado
maio 30, 2017

Internet das Coisas – IoT

1

Pessoas assistem agora

A Internet das Coisas (do inglês, Internet of Things) é uma revolução tecnológica a fim de conectar aparelhos eletrônicos do dia-a-dia, como aparelhos eletrodomésticos à máquinas industriais e meios de transporte à Internet , cujo desenvolvimento depende da inovação técnica dinâmica em campos tão importantes como sensores, servo motores, redes sem fio, robótica , programação.

Durante muito tempo se estudou diversas formas de pessoas interagirem com máquinas, isso é possível perceber na revolução que se teve nas últimas décadas em automóveis, utensílios domésticos e tudo o que for elétrico, pois o mercado tende a evoluir a fim de melhorar o bem estar das pessoas.

Hoje é muito comum o termo IoT, porem o mesmo já esteve presente muito antes do mercado tecnológico cunhar este nome/abreviação. Quando você utiliza seu smartphone, saiba que ele é um equipamento de IoT, pois o aparelho eletrônico telefone, criado como forma de comunicação rápida, simples e com preços acessíveis,  recebeu diversas modificações até chegar este formato que hoje tanto nos auxilia e trás comodidade as nossas vidas, com sua ampla gama de funções e conectividades.

A muito tempo se fala em disponibilizar objetos conectados a internet, este discurso é tão difundido na mídia que hoje é muito comum em cursos técnicos e faculdades da área de tecnologia, existirem cadeiras específicas que tratam de Internet das Coisas, ou IOT (Internet of Things). A evolução técnica de componentes eletro eletrônicos e a miniaturização destes, foram o que propiciaram estas possibilidades já que tendo estes avanços foi uma ordem natural de todo e qualquer ciclo de criação de um produto e claro a ajuda de empresas concorrentes que aqueceram e aceleraram muito o mercado neste segmento.

O IOT, foi fruto de diversos trabalhos e pesquisas acadêmicas do  Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), tendo como objetivo um registro global de bens, utilizando um código de produto único, onde por meio de Rádio frequência (RFID) e a tecnologia sem fio (Wireless), que é comumente conhecida e chamada de WIFI (Wireless Fidelity), eram geolocalizados e registrados por sistemas.

Com o advento da expansão de utilização desta nova tecnologia, começou-se algumas novas pesquisas, entre elas, o uso de dispositivos computacionais em objetos pessoais, vestíveis,automóveis,segurança doméstica entre outros. Com a finalidade de popularizar estas pesquisas, diversas empresas disponibilizaram equipamentos físicos (Hardware), dos quais pudessem ser acessíveis aos estudantes e ao público final, consumidores de tecnologia. Precisando apenas algumas linhas de programação tais dispositivos são utilizados desde um simples sistema de automação residencial ligando, desligando e controlando ambientes, até projetos de robóticas com inteligência artificial e movimentação/interação humana.

Entre estes dispositivos, desta-se dois projetos:

raspberry-piRaspberry PI: 

Criado no reino unido, como o menor computador do mundo, utilizando a tecnologia SoC (system on a chip), ou seja, todo o hardware em apenas uma única placa, tendo como objetivo ser um dispositivo para fins acadêmicos auxiliando no ensino de tecnologia, aprendendo a programar e desenvolver a sociedade. Sua compatibilidade com conexões externas através de GPIO (General Purpose Input/Output) dá capacidades de gerir outros dispositivos que fazem parte da Internet das Coisas, entre eles, Relês, Sensores, Servo Motores.

Arduinoarduino

É uma plataforma de prototipagem eletrônica de hardware livre e também de placa única (SoC), está é mais voltada para engenheiros de hardware ou eletrônica, que gostam de criarem seus próprios dispositivos, este projeto é o que alavancou o uso do IoT, pois as compatibilidades com conexões externas são quase infinitas, porem existe um
gasto a mais no projeto, essencialmente é utilizado a linguagem de programação C/C++, o que cria uma certa barreira no desenvolvimento de aplicações nesta plataforma, diferentemente do Raspberry, onde o próprio hardware pode armazenar grandes volumes de dados, o Arduino precisa de pequenos códigos para funcionar e o poder de armazenamento interno é muito pequeno, são exatos 2K de RAM e 32K de Flash, no site br-arduino é possível compreender como otimizar a utilização de memórias no Arduino.

 

O Projeto Root

Com o intuito de contribuir com a sociedade o Canal Projeto Root, trás regularmente alguns vídeos sobre o uso do IOT, com exemplos práticos em laboratórios técnicos, assim mostramos a teoria e colocamos em práticas alguns tópicos no que diz respeito a Internet das coisas.

Podendo ser acessado gratuitamente todos os matérias, códigos e exemplos, basta acessar o link ( https://www.youtube.com/playlist?list=PLsV_LjPAF_Yc2oCDLKJ4Kv4KbHjstPSpF ) ou veja logo abaixo os vídeos já disponibilizados.

Neste vídeo apresentado no Canal Projeto Root, iremos conhecer e estudar um equipamento computacional que facilita a criação de soluções baseadas neste conceito de internet das Coisas, veja abaixo o vídeo.

 

 01 – Conhecendo o Raspberry PI 3   

02 – Instalando Sistema no Raspberry PI 3

Em breve teremos mais vídeos sobre Raspberry PI 3 e sobre Arduino, então para acompanhar nosso material gratuitamente, basta nos seguir em nosso canal acessando o link http://bit.ly/2bNUgoi.

 

 

 

 

Os comentários estão encerrados.